Você está lendo:
Silval e Taques se encontram no Palácio e iniciam transição
0

Silval e Taques se encontram no Palácio e iniciam transição

by newsmtoutubro 8, 2014

Governador define secretário-chefe da Casa Civil, Pedro Taques, como interlocutor do Governo

O governador eleito Pedro Taques (PDT) se reuniu, na noite de terça-feira (7), com o atual governador Silval Barbosa (PMDB) para dar início ao processo de transição das gestões.

Durante o encontro, no Palácio Paiaguás, Taques apresentou oficialmente o prefeito licenciado de Lucas do Rio Verde (534 km ao Norte de Cuiabá), Otaviano Pivetta (PDT), como o coordenador de seu grupo.

“Discutimos vários pontos. O governador apresentou algumas preocupações e eu expus outras. Agora, Pivetta e o coordenador por parte do governador irão conversar para que as equipes possam ter uma maior interlocução e para que nós possamos conhecer detalhes sobre a administração pública”, afirmou o governador eleito.

Taques afirmou, ainda, que já está pensando em apresentar sugestões de mudanças para a lei orçamentária do próximo ano e que ainda será votada na Assembleia Legislativa.

“Tenho analisado a questão orçamentária, a nossa equipe tem uma reunião na sexta-feira e um dos pontos será esse. Mas só posso dar detalhes depois que as duas equipes conversarem”, disse.

Segundo Taques, um dos objetivos das possíveis mudanças na LOA é ajudar a viabilizar promessas feitas durante a campanha, como a construção de um Pronto Socorro Estadual.

“Esse é um dos compromissos de campanha que nós saldaremos. Mas nós precisamos de lei e a lei é aprovada pela Assembleia. As duas equipes vão conversar, nós vamos sugerir algumas modificações, mas cabe ao atual governador e a Assembleia Legislativa decidirem isso. Não me cabe como candidato eleito decidir. Posso, apenas, fazer sugestões e solicitações”, afirmou.

Entrega de documentos

O governador Silval Barbosa afirmou que quem irá coordenar o processo de transição será o secretário-chefe da Casa Civil, Pedro Nadaf.

Segundo Silval, Nadaf será orientado a abrir todos os documentos de sua gestão para Taques e Pivetta.

“Determinei que Nadaf coloque todas as secretarias e secretários à disposição e que abra todos os números, convênios e o que está acontecendo em cada secretaria para a equipe de transição do governador Pedro Taques. Tudo isso para que ele entre sabendo a real situação do Estado, para não pairar nenhuma dúvida”, afirmou.

Para Silval, após a apresentação de todos os documentos, Taques deve, de modo “natural”, sugerir mudanças na Lei Orçamentária.

“Após o levantamento é lógico que a equipe dele terá alguma indicação. E ai terá que se discutir com a Assembleia Legislativa. Mas tudo é possível. Tendo sugestão para alguns pontos do orçamento que necessite ser alterado para trabalhar a gestão do Pedro Taques, é possível que possamos articular junto a Assembleia isso”, disse.

Silval ainda afirmou que após a entrega de todos os documentos, Taques irá ver que não há irregularidades em obras citadas durante sua campanha ao Governo.

“Se ele citou na campanha talvez tenha sido por informações equivocadas. Todos os recursos gastos pelo Estado tem que constituir um processo legal. E jamais obras da Copa ou qualquer obra nossa foi realizado sem processo legal. Estou muito tranquilo com relação a isso e o Pedro Taques terá a oportunidade de acompanhar isso“, afirmou.

Nadaf

O secretário da Casa Civil, Pedro Nadaf, afirmou que, além da apresentação da documentação de todas as pastas relacionadas ao Governo, as duas equipes irão agendar encontros de forma periódica.

“A definição de duas interlocuções para se comunicar será muito importante porque já elimina qualquer tipo de intromissão ou de pessoas que possam ser estranhas ao processo tentando interferir na vida do Estado”, afirmou.

De acordo com Nadaf, o último processo de transição se deu entre os governos de Rogério Salles (PSDB), que havia assumido o lugar de Dante de Oliveira, para Blairo Maggi (PR).

“O Estado continua funcionando e ainda temos mais dois meses e meio de administração. Temos que fechar o governo, a gestão financeira desse ano, e as prestações de contas de cada secretário”, afirmou.

About The Author
newsmt

Tem algo a dizer sobre essa matéria?