Você está lendo:
TRE reprova contas e suspende repasse por 6 meses ao PSDB
0

TRE reprova contas e suspende repasse por 6 meses ao PSDB

by newsmtabril 13, 2015

O Tribunal Regional Eleitoral desaprovou, por unanimidade, no último dia 07 as contas do diretório estadual do PSDB referentes ao ano de 2010. A época, o partido era presidido pelo deputado federal Nilson Leitão (PSDB) tendo como tesoureiro Permínio Pinto Filho (PSDB), atual secretário de Educação de Mato Grosso.

De acordo com o relator do processo, o juiz Pedro Francisco da Silva, os tucanos de Mato Grosso aplicaram ilegamente as transferências financeiras recebidas do Fundo Partidário. “As falhas maculam significativamente a regularidade das contas e impedem a fiscalização da Justiça Eleitoral quanto à movimentação de recursos do Fundo Partidário em ano eleitoral”, explicou, ao determinar a suspensão do repasse por seis meses.

Pedro Francisco da Silva ainda aponta que foram pagas despesas indevidas por parte do PSDB. “A ausência de destinação de recursos do fundo partidário na criação e manutenção de programas de promoção e difusão da participação política das mulheres impõe aplicação de sanção prevista na lei dos partidos. Então, configura-se desvio de finalidade o pagamento de itens que não respeitam a aplicação vinculada dos recursos do fundo partidário”, comentou.

Nilson Leitão ainda terá que fazer o ressarcimento dos valores gastos indevidamente. O cálculo ainda será realizado.

OUTRO LADO

Através de sua assessoria de imprensa, o atual presidente do PSDB explicou que as contas reprovadas no ano de 2010 são de responsabilidade da ex-deputada federal Thelma de Oliveira, que presidia a legenda. “Quem encaminhou as contas a Justiça foi o Nilson porque ele assumiu o partido em 2011”, detalhou, anunciando que irá buscar reverter a decisão que suspende ainda o repasse do fundo partidário.

Fonte: Folha Max

About The Author
newsmt

Tem algo a dizer sobre essa matéria?