Você está lendo:
TSE nega registro de candidatura de Muvuca

TSE nega registro de candidatura de Muvuca

Jornalista não estaria quite com a Justiça Eleitoral

O candidato a governador José Marcondes “Muvuca” (PHS) teve, novamente, o registro de candidato negado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), em decisão unânime, na noite desta terça-feira (23).

O embargo de declaração havia sido interposto após o ministro Henrique Neves da Silva, relator do recurso, negar prosseguimento do processo em decisão monocrática.

A representação contra a candidatura dele foi pedida pela Procuradoria Regional Eleitoral. O argumento usado foi o fato de que o jornalista não estaria quite com a Justiça Eleitoral, por não ter prestado contas das campanhas eleitorais de 2010 e 2012, quando se candidatou a deputado federal e vereador, respectivamente.

Indeferido no TRE, ele tentou contestar alegando que, nas últimas eleições, acabou desistindo de concorrer ao cargo de vereador, motivo pelo qual não haveria de existir qualquer tipo de prestação de contas.

No entanto, o pedido foi negado. “O responsável pelo indeferimento do registro de candidatura foi o próprio pré-candidato, que manteve-se inerte nas duas oportunidades que teve para se manifestar acerca da ausência da prestação de contas”, disse o relator do processo no TRE.

No STF

Muvuca afirmou que irá recorrer da decisão do TSE no Supremo Tribunal Federal (STF).

“Já protocolei o pedido no STF, porque estávamos preparados. Desta vez, mesmo que o Pedro Taques peça, na Justiça Eleitoral, para me tirar do ar ou dos debates não irá conseguir, porque o caso já está no STF”, disse, na manhã desta quarta-feira (24).

Disputando as eleições sub judice, o candidato do PHS acredita que mesmo com prejuízos previsíveis, não pode desistir da campanha a menos de uma semana das eleições.

“Essa situação irá me causar prejuízo. Eu estava com 4% nas pesquisas internas que fizemos e fui caindo desde quando o TRE me impugnou. Então, isso prejudica, no entanto tenho que seguir até o final. Não cheguei até aqui, faltando uma semana, para recuar”, afirmou.

“Acredito que mesmo com não tenhamos uma vitória nas urnas, acredito que tivemos uma vitória política. Porque consegui mostrar a personalidade do partido, que não nos vendemos aos poderosos e que enfrentamos tudo, mesmo sem recurso financeiro”, completou.

 

Tem algo a dizer sobre essa matéria?