Você está lendo:
Vereadores pedem a Taques atenção para infraestrutura, Educação e Saúde em Tangará

Vereadores pedem a Taques atenção para infraestrutura, Educação e Saúde em Tangará

Hélio José Schwaab (PSD), Claudinho Frare (PSD), Professor Vagner (PSDB), Sandra Garcia (PSDB) e Wilson Verta (PSDB) se reuniram esta semana, na capital, com o governador Pedro Taques (PSDB). Ao governador, os vereadores pediram atenção do Estado para setores de infraestrutura, com a recuperação de rodovias, Educação, com a retomada de obras, e Saúde o cumprimento de repasses ao Município.

Em resposta, os parlamentares tangaraenses ouviram de Taques que o setor de infraestrutura está programando ações na MT 246, 358 (em andamento), além do início da pavimentação da MT 339 e do edital para a contratação de serviços de elaboração do projeto para a pavimentação da MT 240, que Tangará da Serra a Santo Afonso. Segundo o governador, a área de infraestrutura é a que tem os projetos mais adiantados.

No setor de Saúde – que há expectativa da cidade pela pactuação do Estado para a manutenção do Hospital Municipal e, ainda, o lançamento de edital para a construção do Hospital Regional – a resposta do governador não deixou os vereadores entusiasmados. Taques informou que Mato Grosso tem a receber do Governo Federal mais de R$ 900 milhões e, ao mesmo tempo, tem a pagar aos municípios mais de R$ 160 milhões.

Essa situação inviabiliza novos projetos e prejudica, inclusive, a regularização dos repasses que o Estado já deve aos municípios, explicou o governador. A solução, de acordo com a previsão de Taques, está no cumprimento das obrigações do Governo Federal com Mato Grosso – o que ainda não tem prazo para acontecer, apesar do otimismo do chefe do Poder Executivo estadual.

AVALIAÇÃO – Ao avaliar o encontro, o presidente da Câmara, vereador Hélio da Nazaré reafirmou sua confiança na capacidade do governador Pedro Taques de resolver problemas difíceis e encontrar meios para atender os municípios empreendendo uma gestão eficiente.

“Os vereadores têm feito seu papel que é cobrar, levando ao Estado os problemas de Tangará da Serra. Resolver, no entanto, cabe ao Governo e nós saímos da reunião convictos de que o governador tem um panorama real do que está acontecendo e está se esforçando para encontrar soluções”, afirmou o presidente da Câmara.