Você está lendo:
VERGONHA DENTRO E FORA DE CAMPO

VERGONHA DENTRO E FORA DE CAMPO

Já sei que esse é o momento de gente desabafar com o bom e velho “Chupa Neto!”. Normal. Faz parte dessa brincadeira da rivalidade saudável do futebol. Mas vamos falar a verdade? Acompanhei a partida entre Corinthians e Nacional do Uruguai e foi uma vergonha a postura do time brasileiro dentro de campo. Poxa vida! Eram mais de 40 mil torcedores, casa cheia, não podia em momento algum ter aquela postura passiva. O Tite retraiu a equipe e resolveu apostar na ofensividade quando sofreu o segundo gol. Brincadeira, né?

E mais! Sempre defendi o Cássio como o melhor goleiro do Brasil, mas ele vem falhando de uma maneira constante. Nos dois gols ele acabou soltando a bola no pé do adversário. Aí é dureza! Essa foi a quinta eliminação do Corinthians dentro de sua Arena em 7 mata-matas. Sendo que só perdeu quatro partidas em quase 70 jogos. Dá pra acreditar?

A verdade mesmo é que os bons resultados recentes do Tite com o Timão vinha escondendo muita sujeirada dos dirigentes fora dele. Vejam o caso do misterioso Naming Rights… e o caso do menino Alysson, que teve gente da base metendo a mão e fazendo negociata irregular? Fora a história da construção do estádio que tem uma história bem mal contada por aqueles envolvidos diretamente na obra. Quem sabe todas essas eliminações recentes e o período de 10 dias de férias até a estreia do Brasileirão façam alguém de dentro da alta cúpula refletir. Agir de verdade e sem interesses. Afinal eles estão lá para trabalhar pelo Corinthians e torná-lo sempre melhor.

Ah, de graça, viu! Se é que me entendem…

Em tempo: Mais cedo o São Paulo sofreu demais no México contra o Toluca e como já era esperado perdeu o jogo até pela acomodação da goleada no Morumbi. Mas o placar de 3 a 1 para os gringos foi insuficiente e os brasileiros ficaram com a vaga. A verdade é que o Tricolor, que é o time que todo mundo menos esperava que se classificasse, já está nas quartas da Libertadores e por merecimento. Mas precisa ainda melhorar muito coisa pra seguir adiante. A começar pelo começo.

Blog do Neto