Você está lendo:
Maluf admite articulação com Savi, mas nega “atropelar” processo
0

Maluf admite articulação com Savi, mas nega “atropelar” processo

by newsmtdezembro 4, 2014

O deputado estadual negou a existência de um racha no chamado “Grupo dos 11”

O deputado estadual Guilherme Maluf (PSDB) admitiu a existência de uma articulação para encaminhar seu nome, junto ao nome do deputado Mauro Savi (PR), para compor uma chapa à eleição da Mesa Diretora da Assembleia Legislativa (AL).

Ele ressaltou, no entanto, que ainda não há nada definido e que o processo de composição está em construção.

“Essa questão, se vai ser um ou outro, ainda estamos definindo. Existem ainda avaliações a serem feitas. A ideia, neste primeiro momento, é unir o grupo em torno de um projeto. Depois vamos resolver essa questão da presidência e da primeira secretaria”, disse ele ao MidiaNews.

O tucano negou as informações que circulam nos bastidores de que ele estaria “atropelando” o processo de composição para a eleição da Mesa e inviabilizando a discussão de outros nomes.

“Não estou atropelando processo nenhum. Se eu estivesse impedindo alguma pessoa de fazer política, aí sim eu estaria atropelando, mas estou fazendo meu papel, discutindo com meus pares”

“Discordo frontalmente de quem fala isso. Não estou atropelando processo nenhum. Se eu estivesse impedindo alguma pessoa de fazer política, aí sim eu estaria atropelando, mas estou fazendo meu papel, discutindo com meus pares e essa discussão é saudável”, alegou ele.

Maluf disse ainda, que não existe um “racha” no chamado Grupo dos 11, formado pelos deputados de situação ao Governo Pedro Taques.

“Não acho que está tendo algum tipo de racha ou conflito. Um novo grupo político está se formando na Assembleia e é natural que haja essas discussões, elas são saudáveis”, afirmou.

“Chapa de consenso”

O tucano defende a formação de uma chapa mista, composta por deputados da situação e da oposição.

“Vamos tentar conversar com todas as forças políticas, para que a gente tenha uma chapa de consenso”, disse ele.

“Pode até não ser eu, pode ser outro candidato. Mas vai ser uma nova composição, não tem como não ser. Já tentamos de tudo, eu mesmo já tentei e pensei em chapa pura e vi que não tem jeito. Essa é uma decisão que não da para voltar atrás”, completou.

“Pode até não ser eu, pode ser outro candidato, mas vai ser uma composição, não tem como não ser. Já tentamos de tudo, eu mesmo já tentei e pensei em chapa pura e vi que não tem jeito”

Maluf disse, ainda, ver com naturalidade a possibilidade de o deputado Eduardo Botelho (PSB) disputar a presidência.

“Todos os deputados têm direito a se colocar na disputa a presidente ou primeiro-secretário. Ele está colocando a candidatura dele, assim como o Dilmar Dal’Bosco, o Zeca Viana, e tem que viabilizar o nome dele, trabalhar pra isso. É um deputado eleito e bem eleito. O fato de ser novato não o exclui do processo de eleição”, afirmou.

“Transparência e austeridade”

Para Maluf, independente da autonomia que possui a Assembleia Legislativa, ela precisa caminhar ao lado do Governo do Estado.

“Estamos em um momento um pouco diferente, o Governo vai passar para as mãos do Pedro Taques, um Governo que tem uma linha de transparência e austeridade. Então, a Assembleia tem que estar nessa linha. Não vamos ficar pra trás nessas transformações que a sociedade está pedindo. Não pode o Governo caminhar para um lado e a Assembleia para outro”, defendeu o parlamentar.

Fonte: CAMILA RIBEIRO/MÍDIA NEWS

 

About The Author
newsmt

Tem algo a dizer sobre essa matéria?