Você está lendo:
NOVA UBIRATÃ: Projeto “é bom ser Matogrosso” realiza intercâmbio cultural entre alunos da Sede e de Aldeia Indígena
0

NOVA UBIRATÃ: Projeto “é bom ser Matogrosso” realiza intercâmbio cultural entre alunos da Sede e de Aldeia Indígena

by newsmtoutubro 6, 2015

A troca de experiência aconteceu nesta sexta-feira (02), quando 45 alunos da Escola Municipal Tancredo Neves, com idades entre 10 e 15 anos, visitaram a Aldeia Indígena Tupará, situada a cerca de 210 km de Nova Ubiratã.

O intercâmbio cultural faz parte do projeto “É bom ser Matogrosso”, desenvolvido pela instituição de ensino com apoio da Secretaria Municipal de Educação.

Idealizado pela professoras Márcia Vitorino e Adilce Centurião, o projeto que leva o tema ‘Pluralidade Cultural’, foi divido em três etapas, e tem como principal objetivo apresentar aos alunos diferentes culturas, além de reforçar o respeito mútuo entre os estudantes dos mais variados meios socioculturais.

Durante a visita os responsáveis montaram uma equipe de apoio, composta por 12 profissionais, incluindo professores, merendeiras, além do diretor da escola, Leandro Alves, e da secretária de educação, Lenir de Fátima Vronski, que enfatizou a importância do projeto.

“Toda ação desenvolvida dentro e fora da sala de aula é de suma importância para o engrandecimento desses alunos, tenho certeza que o projeto “É bom ser Matogrosso” não será diferente, o corpo docente da escola está de parabéns”, ressaltou.

Após uma longa e animada viagem o grupo finalmente chegou a aldeia, onde foram recepcionados pelos estudantes locais e pelo cacique Ataki Txicão.

Entre as atividades preparadas pelos indígenas estavam o refrescante banho de rio, lançamento de flechas com arco, brincadeiras com o macaco mascote da tribo.

Na oportunidade os visitantes ainda conheceram a culinária e os artesanatos indígenas, além de algumas frutas típicas da Região, como a saborosa “Iaputá”.

No período da tarde os alunos assistiram a um documentário que conta um pouco sobre a cultural da tribo Ikpeng, e juntos com o cacique aprenderam algumas palavras do dialeto indígena.

“Ficamos felizes em poder mostrar nossa cultura a esses alunos, vocês são sempre muito bem vindos aqui, e espero que na próxima visita possa vir mais e mais alunos”, sorridente disse o líder da tribo.

“Proporcionar aos nossos alunos a interação cultural, é a nossa tarefa, e fazemos isso com muito amor”, enfatizou o diretor Leandro Alves, que lamentou a presença de mais alunos.

“Infelizmente não conseguimos trazer todos os interessados devido a logística, ao todo são mais de 800 crianças e adolescentes, que hoje estão sendo representados pelos 45 estudantes que foram escolhidos através de sorteio”, explicou.

[Best_Wordpress_Gallery id=”47″ gal_title=”Projeto “é bom ser Matogrosso” realiza intercâmbio cultural entre alunos da Sede e de Aldeia Indígena”]

Fonte: Da Assessoria de Imprensa

About The Author
newsmt