Você está lendo:
Operação prende suspeitos de atentado contra casa de agente prisional:
0

Operação prende suspeitos de atentado contra casa de agente prisional:

by Radio Tangarájulho 25, 2016

7d93b32015e6b21967bc491eb3f3bc2c

Quatro pessoas acusadas de ataque à residência de um agente penitenciário, no município de Barra do Garças (509 km ao Leste), foram presas pela Polícia Judiciária Civil na última semana, durante a operação “Molotov”, deflagrada para dar cumprimento a oito mandados judiciais.

Três jovens foram presos e um adolescente apreendido durante o cumprimento de quatro mandados de busca e apreensão domiciliar e outros quatro mandados de prisão preventiva. Em depoimento, os suspeitos confessaram a ação criminosa. Eles irão responder pelos crimes de disparo de arma de fogo, associação criminosa e incêndio.

As investigações iniciaram logo após o ataque praticando durante o período da greve dos servidores estaduais. Na ocasião, a casa do agente penitenciário foi alvo de criminosos que jogaram sete garrafas de coquetéis de Molotov, além de efetuarem disparos de arma de fogo contra o imóvel.

Diante dos fatos, com apoio dos órgãos de Segurança Pública de Barra do Garças, a Polícia Civil conseguiu colher provas, indícios e materialidade de autorias do crime,vindo com apoio do Ministério Público representar pelos mandados de prisão preventiva e busca e apreensão domiciliar, deferidos pela Justiça.

De acordo com o delegado, Adriano Marcos de Alencar, em um dos materiais químicos jogados na casa atacada, a Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec), identificou as impressões digitais de um dos suspeitos.

“Após a ação de retaliação contra a família do servidor, houve uma união de esforços dos órgãos de segurança pública, resultando na rápida identificação e prisão dos envolvidos”, disse o delegado Adriano Marcos de Alencar.

A operação “Molotov” foi realizada pela 1ª Delegacia de Barra do Garças, com apoio das equipes da Delegacia Regional, Delegacia Especializada de Roubos e Furtos (DERF), Polícia Militar, Perícia Oficial e Identificação Técnica (POLITEC) e o Sistema Prisional.

Outras diligências continuam para apurar atentados praticados contra unidades e viaturas do Sistema de Segurança Pública de Barra do Garças.

Denúncias da população podem ser feitas pelo 197, com sigilo absoluto das informações.

About The Author
Radio Tangará