Você está lendo:
PM e PJC combatem crime ambiental na região de Lambari D’Oeste
0

PM e PJC combatem crime ambiental na região de Lambari D’Oeste

by Radio Tangarádezembro 14, 2016
Além de materiais de pesca e pescado ilegais, na ação também foram apreendidas armas e munições

Dois homens foram presos e foram apreendidas 27 peças de pescado ilegal, 84 munições, três espingardas e dois revólveres, além de diversos outros materiais de pesca. Esse foi o resultado da operação desencadeada pelas polícias Militar e Judiciária Civil na região de Lambari D’Oeste, na manhã desta terça-feira (13.12), em combate à pesca predatória.

A ação foi realizada na comunidade de São Francisco, também conhecida como ‘Vila do Quincas’. A informação que os policiais detinham era que na região havia duas casas que estariam armazenando materiais de pesca e pescado ilegais.

Diante da denúncia recebida, foi expedido pelo juiz Renato José de Almeida Costa Filho, da Vara Única de Rio Branco, dois mandados de busca domiciliar, que foram cumpridos pelos policiais militares  e civis de Lambari D’Oeste.

Na casa de Gilberto Santos de Jesus, de 34 anos, os policiais apreenderam a maior parte dos materiais. No local havia três espingardas (calibres .40, 22 e uma de pressão), dois revólveres (calibre 38), 84 munições (calibres 38 e 22), um cartucho .40 e seis peças de pescado, sendo cinco cacharas e um pacu.

Na residência de Arnaldo Ferreira da Silva, de 50 anos, foram apreendidas 21 peças de pescado, sendo: 13 cacharas, quatro pacus, um piavuçu e uma piranha, além de diversos produtos de pesca (rede, molinete, etc).

Os dois suspeitos foram presos em flagrante e conduzidos até a delegacia de Polícia Judiciária Civil de Rio Branco, juntamente com todo material apreendido.

Serviço

O período proibitivo de pesca (Piracema) até de 31 de janeiro. Até lá, está proibida a pesca nos rios de Mato Grosso.

Qualquer prática ilegal pode ser denunciada pelo telefone 0800-65-3939.

About The Author
Radio Tangará