Você está lendo:
Pressão Popular: Prefeito altera Decreto que regulariza os lotes Urbanos de Nova Ubiratã
0

Pressão Popular: Prefeito altera Decreto que regulariza os lotes Urbanos de Nova Ubiratã

by newsmtnovembro 24, 2015

Após o vereador Leonildo Antônio (Nana PV), ter pedido na ultima sessão da Câmara municipal, o cancelamento do decreto 058/2015, em virtudes que o artigo primeiro deixava claro, que os proprietários dos lotes que não regularizassem seus imóveis no prazo de 90 dias poderiam perder seus lotes sob pena de Decretação da Vacância do imóvel e arrecadação para o nome do município através de alienação forçada e mediante a realização de leilão público.

Com as reivindicações feitas pelo vereador Nana, e com a repercussão de que a prefeitura estaria tentando tomar os lotes dos moradores na cidade, o site Acontece News MT, apurou que o chefe do executivo, Valdenir José dos Santos, reconheceu o erro, e com outro decreto de numero 070/2015, alterou retificando o artigo primeiro do decreto 058/2015. Fato este comemorado pelo vereador e pelos proprietários de lotes urbanos de Nova Ubiratã.

Para uma moradora de Nova Ubiratã, que não quis ter seu nome divulgado, esses tipos de atitudes são intolerantes e não pode acontecer.

A moradora ressaltou ainda, que após consultar um advogado, e se inteirar das palavras, vacância, arrecadação do imóvel para o nome do município, alienação forçada e do prazo de 90 dias para se regularizar, e que corria o risco de perder seu lote, único bem conquistado ao longo de uma vida inteira, que se assustou, e a partir de então, resolveu procurar o vereador Nana, para tentar conscientizar o prefeito, que as coisas não se resolvem da noite para o dia, e, parabenizou o vereador pela iniciativa, e principalmente por não estar alienado ao poder executivo, e disse, que com a noticia da mudança do decreto, que vai dormir mais tranquila.

Procurado pelo Acontece News MT. Nana nos informou que só fez o que é de sua obrigação, e disse,”eu não sou vereador de profissão, eu estou vereador, neste momento tenho a oportunidade de ser representante do povo, e com relação as cobranças feitas pelo executivo, eu não sou contra notificar os débitos que estão em atraso, mais-querer impor que a população pague seus débitos de ultima hora e se quer sem ouvi-los e saber das condições financeiras de cada um, e pressiona-los com a arrecadação do imóvel para o nome do município, isso é abuso de poder, uma tremenda falta de respeito com nós moradores de Nova Ubiratã,  Finalizou.

Fonte: Redação

About The Author
newsmt