Você está lendo:
Produtores de Nova Ubiratã investem na piscicultura e obtêm lucros de até 35%
0

Produtores de Nova Ubiratã investem na piscicultura e obtêm lucros de até 35%

by newsmtfevereiro 12, 2016

Um mercado promissor e bastante lucrativo, assim os produtores de Nova Ubiratã tem descrevível o atual momento da piscicultura no município.

Com um lucro anual de 35% liquido, e o apoio do Poder Executivo, o setor tem se expandido de forma rápida e em pouco tempo se consolidou com uma das mais importantes fontes de renda do homem do campo.

O exemplo disso foi o segundo encontro de piscicultores realizado na manhã desta quinta-feira (11), na Propriedade Rural Bela Vista, no Distrito de Santo Antônio do Rio Bonito.

O evento promovido pela Secretaria de Agricultura e Meio Ambiente de Nova Ubiratã, em parceria com o produtor rural Julcinei Chittó, reuniu dezenas de pessoas que em comum tem o interesse na criação de peixes.

Entre os convidados estava o prefeito do município, e engenheiro agrônomo, Valdenir José dos Santos que ressaltou a importância do projeto.

“Nova Ubiratã é composta por milhares de pequenos produtores e a grande maioria dessas famílias tira o sustento da própria terra, o que nós queremos é ampliar a fonte de renda dessas pessoas e para isso estamos oferecendo toda a estrutura necessária para os que tem interesse em ingressar no ramo”, frisou o chefe do executivo se referindo ao trabalho desenvolvido pela secretaria de agricultura desde o início de 2013.

De acordo com o responsável pela pasta Sandro Amaral, além de todo o suporte técnico a prefeitura ainda está analisando meios legais para disponibilizar mão de obra especializada e maquinário para a construção de tanques nas pequenas propriedades.

“A maior dificuldade para muitos produtores é o início da produção, e será neste momento que nós iremos atuar, seja na área burocrática como a documentação, licença, acompanhamento técnico, auxílio para a venda do produto e o apoio necessário para a criação de uma cooperativa de piscicultores, depois disso eles estarão prontos para seguirem o processo de forma independente”, frisou o secretário.

Assistência especializada – Para dar celeridade ao processo burocrático e sanar as principais dúvidas dos pequenos produtores a Prefeitura de Nova Ubiratã conta com os serviços do engenheiro de pesca Jailson Baumgartner, um dos maiores especialistas do ramo no Estado.

O profissional, que hoje atende cerca de 32 famílias residentes nos distritos de Santo Antônio do Rio Bonito, Entre Rios, Piratininga e Novo Mato Grosso, se mostrou confiante no projeto.

“Nova Ubiratã é privilegiada devido a logística, clima propício, ótima qualidade da água a dedicação de seus produtores, e principalmente ao apoio disponibilizado pela prefeitura. Acredito que neste ano nós teremos um aumento de 100% no número de piscicultores”, concluiu.

Ainda de acordo com o engenheiro, a dedicaçã e a busca pelo conhecimento tem feito com que alguns produtores se destaquem, como no caso do pioneiro Julcinei Chitto.

Dono de uma propriedade de 300 hectares, 10 deles destinados a piscicultura, ele cria peixes das espécies tabatinga e pintado há mais 05 anos e tem investido na tecnologia para aumentar a produção que em 2017 deve ser de 180 toneladas.

“Fizemos um investimento médio de R$ 340 mil reais na construção de novos tanques, compra de equipamentos e na instalação de aeradores de tanques, uma máquina que aumenta a oxigenação da água, o que possibilitou um aumento de 10 toneladas por ano na produção”, orgulhoso disse o produtor que conta com a ajuda do filho de 11 anos para manter a propriedade rural.

Outro produtor que também não esconde a satisfação em trabalhar com a piscicultura é o pioneiro do município Marcos Sichieri, dono de uma propriedade com 600 hectares de terras dividas entre lavoura e agropecuária ele se mostra confiante com o futuro do setor.

“Nós estamos começando no ramo, mas posso te garantir que não me arrependo, hoje tenho 1,5 hectares de lâmina d’água e se tudo der certo quero construir outros tanques ainda esse ano”, enfatizou Sichieri.

Questionado sobre a lucratividade do negócio ele respondeu sorridente, “Eu vou comercializar o produto pela primeira vez agora na quaresma e não conseguirei lhe falar de valores, mas posso te garantir que pra quem gosta a piscicultura é muita prazerosa, inclusive para o lazer da família”, finalizou.
Da Assessoria
About The Author
newsmt