Você está lendo:
Recuperado, Pelé recebe alta, brinca e revela emoção com salvação do Palmeiras
0

Recuperado, Pelé recebe alta, brinca e revela emoção com salvação do Palmeiras

by newsmtdezembro 10, 2014

Depois de 16 dias internado, Pelé recebeu alta hospitalar nesta terça-feira. Praticamente recuperado da infecção urinária que o deixou o mundo em estado de atenção, o “Rei do Futebol” comemorou sua melhora e fez até fez brincadeiras no início desta tarde, em entrevista coletiva no Hospital Albert Einstein, em São Paulo.

Ao lado da namorada e da equipe médica, o ex-jogador agradeceu a preocupação de todos os fãs, disse que foi só um susto e que já está pronto para as Olimpíadas.

“Queria agradecer a equipe médica que me acompanhou. Foi um susto. Vocês devem lembrar que eu estava em Santos para dar autógrafos. Foi quando eu tive uma infecção e tive que cancelar os compromissos. Estou recuperado, graças a Deus. Eu tenho que agradecer a Deus e a todos que me mandaram mensagem. Recebi da China, do Paquistão, de quase todos os países da Europa. Eu não sabia que todos estavam atentos. E claro, o apoio dos brasileiros. É muito bom saber esse apoio todo que eu tive pra estar aqui com vocês hoje. Já estou me preparando para as Olimpíadas”, disse o “Rei”, emocionado.

Pelé ainda contou um pouco de como foram os dias no hospital e disse que ficou muito emocionado no último fim de semana com a rodada final do Brasileiro, especialmente com a torcida do Palmeiras, aflita com a situação do time, que acabou se livrando do rebaixamento com um gol do Santos no finalzinho do jogo. Ele falou também do contrato vitalício que assinou com o seu clube de coração e também do adiamento das eleições na Baixada.

“Uma das preocupações minhas era de que eu não tinha ainda assinado o contrato com o Santos. É uma honra e uma responsabilidade muito grande agora. Eu posso errar, como qualquer pessoa. Espero não decepcionar. Mas agora é uma parceria definitiva”, afirmou.

“Eu me emocionei muito nesses últimos dias. Mas eu fiquei acompanhando o negócio do Palmeiras, se classifica ou não classifica. Fiz até algumas letras, que é segredo. Eu me emocionei muito vendo a torcida do Palmeiras, os caras chorando. Me emocionei muito. Do outro lado, o Cruzeiro festejando. E ai a gente vê como é a vida, ne? Uns chorando, outros festejando. Eu vi tudo isso”, revelou.

“Eu estava preocupado com a eleição do Santos. Minha namorada é corintiana. E eu perguntei pra ela e ela respondeu que não teve a eleição. Vexame não foi. Mas foi preocupante. É triste, é um grande time é isso vai sair no mundo todo”.

Apesar de toda a situação preocupante que o Rei passou nos últimos dias, o ex-atleta revelou que em nenhum momento teve medo de morrer. E brincou com o assunto.

“Foi uma surpresa pra mim. O doutor falou pra mim que eu fiz educação física mas que de medicina eu não entendo nada. Eu tive alguns calafrios. Eu não sabia que era uma infecção. Como eu estava em Santos para a tarde de autógrafos, achei que ia passar logo. Mas não foi como eu esperava. Foi uma surpresa. Eu não fiquei com medo de morrer porque eu sou um homem de três corações [N.R.: Pelé nasceu em Três Corações-MG]. Mas o doutor brincou comigo e falou que eu sou de três corações, mas que se não cuidasse…”, disse, arrancando risos.

Pelé estava internado desde o dia 24 de novembro, quando exames feitos pelo ex-atleta detectaram uma infecção urinária. Ele chegou a ficar alguns dias na UTI e teve de passar por hemodiálise. Em nenhum momento, no entanto, houve início de infecção generalizada, segundo os médicos. O “Rei” tem apenas o rim esquerdo – o direito foi retirado durante o período em que ainda era jogador, em 74.

“Como todo paciente, ele vai parar por um período de habilitação. Ele perdeu massa muscular, vai ficar um pouco de molho, depois fazer fisioterapia. É a rotina dele, normal para qualquer paciente da idade dele”, explicou o médico Fabio Nasri.

“O Pelé não teve sepse. Era uma bactéria simples, mas ele teve uma inflamação maior. O corpo inteiro dele sofreu com uma inflamação. Em momento nenhum ele teve uma infecção generalizada. Foi uma resposta inflamatória sistêmica”, completou.

Antes de se despedir, o Rei brincou mais uma vez e deixou a sala de coletiva. Pelé vai ficar mais alguns dias em São Paulo e depois vai para sua casa em Santos.

“Só queria lembrar que pode três (maiores de 23) nas Olimpíadas, e eu sou um deles”.

Fonte: Camila Mattoso, de São Paulo (SP)/ ESPN.com.br

About The Author
newsmt

Tem algo a dizer sobre essa matéria?