Você está lendo:
Santiago do Norte : Nova Fronteira Agrícola de Mato Grosso Vista aérea de Santiago do Norte, uma das novas promessas do estado de Mato Grosso.
0

Santiago do Norte : Nova Fronteira Agrícola de Mato Grosso Vista aérea de Santiago do Norte, uma das novas promessas do estado de Mato Grosso.

by newsmtjulho 23, 2014

Futura cidade é opção para investimento – 23/04/2014

Vista aérea de Santiago do Norte, uma das novas promessas do estado Mato Grosso, principalmente devido a logística privilegiada

Um dos projetos imobiliários que mais vem chamando a atenção em Mato Grosso tem sido o de Santiago do Norte, projeto de uma futura cidade toda planejada e que nasce com um atrativo logístico de grande potencial. Está localizado em um entroncamento rodoviário formado pela rodovia BR-242, que corta Mato Grosso de leste a oeste, e pela MT-130, que corta o estado de sul a norte, indo até o Pará. Além disso, será a sede de um dos terminais da Ferrovia da Integração Leste-Oeste (Fico) em Mato Grosso, cuja licitação acaba de ser liberada pelo Tribunal de Contas da União (TCU).

Santiago do Norte é um empreendimento da Vikan Administração e Participação, com incorporação da Caçula Empreendimentos Imobiliários e vendas da Imobiliária Carvalho, sediada em Rondonópolis. O empresário Odir José Nicolodi, o Caçula, um dos proprietários da Caçula Empreendimentos Imobiliários, está animado com o sucesso do projeto, que já comercializou cerca de 2.800 lotes em 2 anos. Em visita ao Jornal A TRIBUNA, informou que Rondonópolis tem sido um dos principais investidores em Santiago do Norte. “O Brasil inteiro compra Santiago. Hoje Rondonópolis é um grande comprador do nosso projeto”, garantiu.

O presidente do Fórum Pró-Ferrovia em Mato Grosso, Francisco Vuolo, e Odir Nicolodi (Caçula), junto com o superintendente do Dnit-MT, Luiz Antônio

Diante da força econômica de Rondonópolis, a apresentação do projeto de Santiago do Norte será feita para um grupo de 250 empresários, profissionais liberais e agropecuaristas rondonopolitanos, em evento restrito a convidados na noite de hoje (14/03), às 20h, no Centro de Eventos Millenium. Conforme Caçula, o propósito não é prejudicar ou tirar de Rondonópolis, mas oferecer às pessoas visionárias do município uma opção de ampliação de negócios e investimentos, uma vez que Santiago do Norte tem mercado para todos que desejam crescer com essa nova fronteira agrícola e logística de Mato Grosso. Inclusive, atesta que os rondonopolitanos sabem como construir uma grande cidade.

O projeto arrojado e futurista de Santiago do Norte, hoje distrito de Paranatinga, prevê uma cidade com 7.440 hectares, capaz de comportar uma população de 350 mil habitantes. Caçula estima que, daqui a 10 anos, Santiago do Norte, hoje com cerca de 3 mil habitantes, terá uma população de 35 mil habitantes ou mais. Em um raio de 100 quilômetros da localidade, calcula a existência de 250 mil hectares de área com grãos, além da existência de cerca de 600 mil hectares de pasto que podem ser transformados em áreas de lavoura. Em um raio de 450 quilômetros de Santiago do Norte estão 92 municípios. Vale destacar que a localidade está a 630 quilômetros de Goiânia, a 520 quilômetros de Cuiabá e a 410 quilômetros de Rondonópolis, neste caso com acesso pela MT-130.

O proprietário da Imobiliária Carvalho, Jorge Américo Tavares Carvalho, atesta que nos próximos anos a região de Santiago do Norte será a maior fronteira agrícola de Mato Grosso, com vantagem de uma logística privilegiada. Ele informa que o projeto oferece lotes de 450 m² a 3000 m² nos setores comercial e residencial, além de prever áreas industriais, para chácaras e condomínios fechados. Hoje já há uma gama variada de negócios, como mercado, posto de gasolina, lojas, armazém, padaria, entre outros. A empresa YPY de cursos profissionalizantes acaba de confirmar sua atuação na localidade. O projeto inclui, segundo Jorge, uma área para construção de linha férrea urbana. Também dispõe na região de grandes áreas para agricultura e pecuária à venda. A primeira parte do asfalto, nas grandes avenidas, começa a ser feita ainda este ano. Ademais, salienta que os imóveis de Santiago têm apresentado uma valorização de até 70% ao ano.

Um dos apoiadores do projeto de Santiago do Norte tem sido o presidente do Fórum Pró-Ferrovia em Mato Grosso, Francisco Vuolo, que tem lutado para a consolidação da Ferrovia da Integração no estado. Inclusive, Vuolo estará hoje na apresentação do projeto em Rondonópolis.

Fonte: http://www.atribunamt.com.br/2014/03/futura-cidade-e-opcao-para-investimento/

 

About The Author
newsmt

Tem algo a dizer sobre essa matéria?