Você está lendo:
Vendaval destrói casas em Progresso pela segunda vez em menos de uma semana
0

Vendaval destrói casas em Progresso pela segunda vez em menos de uma semana

by newsmtoutubro 20, 2014

Pela segunda vez em menos de uma semana os fortes ventos que são comuns nesse período do ano, destruíram várias residências no Distrito de Progresso. Localizado no alto e com poucas árvores, constantemente os moradores sofrem com as ações da natureza.

Na tarde deste domingo (19), por volta das 16h00min, várias casas foram parcialmente destruídas, duas delas atingidas com maior gravidade, localizadas nas proximidades da Cohabinha do Distrito. O vento derrubou o muro de uma casa, arrancou o telhado e jogou as telhas em cima de outras casas da vizinhança. Os estragos foram grandes: telhas quebradas, caibros e vigas foram lançados no telhado da casa ao lado. Ninguém estava na residência, mas o telhado ficou bastante quebrado. Um caibro de 6 metros vazou o telhado e caiu no meio da sala.

Na casa onde o muro foi derrubado o morador se feriu sem gravidade com os tijolos que caíram sobre ele e sua motocicleta. Ele estava na área da casa no momento do temporal. Os demais moradores se abrigaram debaixo de umamesa para se protegerem das telhas que caiam.

Na casa ao lado o vento arrancou todo o telhado da área. Ninguém se feriu nessa residência que, mesmo estando parcialmente destruída serviu para abrigar os moradores da casa que ficou toda destelhada, demonstrando a solidariedade de vizinhos uns para com os outros.

Outras casas também tiveram telhas arrancadas, galhos de árvores foram quebrados inclusive interditando ruas e caindo sobre casas. Não há registro de nenhum morador ferido com gravidade, mas os danos materiais foram de grande monta.

Duas vezes em menos de uma semana – Pela segunda vez em uma semana a moradora da residência que ficou parcialmente descoberta por causa das telhas lançadas em cima de sua casa passou por momentos difíceis. No vendaval que atingiu Tangará da Serra na última quarta-feira, ela ainda morava no centro da cidade em um sobrado alugado e viveu momentos de medo ao ver seu telhado sendo levado pelo vento. Naquele vendaval os móveis da casa foram quase todos destruídos pela chuva. A idosa de 70 anos resolveu se mudar para Progresso onde levou outro susto. Desta vez ela não estava em casa, pois passava o dia na casa de sua filha. (Colaborou Vando Nascimento).

Fonte: Marlene Maria /Rádio Pioneira

About The Author
newsmt

Tem algo a dizer sobre essa matéria?